.

.

Trata-se da divulgação da implantação no Planalto Paulista do PROJETO VIZINHANÇA SOLIDÁRIA na área dos Conseg’s Campo Belo e Vila Clementino. Esse projeto já vigora em algumas bairros e cidades do estado de São Paulo. Trata-se de uma ação articulada entre a Policia Militar e o envolvimento de moradores, comerciantes e empresários na redução da criminalidade nos bairros que contam com o projeto.

Veja nesse link da cidade de IBIPORÃ como funciona o projeto da vizinhança solidária

.

.

Existem dois modelos de câmeras que atendem as demandas do projeto DETECTA:

  • Câmera de supervisão das ruas com Imagem monitorada no CICCR e COPOM (analítico LF – Leitura Facial).  Valor dessa  câmera instalada com todos os acessórios R$ 3.500,00.

  Vide características da Câmera Bullet no anexo (mínimo de 2 Mega Pixel com lente varifocal de 5,0 mm a 50 mm).

  • Câmera para Leitura de Placas ( analítico LPR) para conexão ao sistema RADAR da Polícia Militar COPOM.  Valor dessa câmera instalada com todos os acessórios R$ 6.500,00.

Veja o sistema LPR (leitura de placa) da Fabricante VIVOTEK – link:

  1. Velocidade local da rua a ser controlada é de até 80 km/h para cobertura de duas faixas de rolagem.
  2. As câmeras acima são compatíveis com o sistema Detecta e homologadas pela Policia Militar para operação do projeto RADAR.
  3. Marcas homologadas pelo SegD’Boa e Detecta (Dahua / Vivotek), para o RADAR com iluminador.
  4. Pode haver algum acréscimo nos valores, dependendo do acabamento que o local exigir (canaleta / tubulação, suporte especial). valores  (*)
  5. Software homologado pela Polícia Militar (GENETEC / DIGIFORT), as câmeras devem ser certificadas pelas duas empresas de VMS.
  6. O valor da manutenção mensal, independente da modalidade (Imagem / RADAR) é de R$ 82,00 / mês fixo pagos ao SegD’Boa por câmera em contrato anual, corrigidos pelo IGPM.
  7. O Termo de Adesão anexo, tem como finalidade criar vínculo entre o colaborador da comunidade com o SegD’Boa, auxiliando no desenvolvimento do Projeto Detecta nos bairros.
  8. A aquisição das câmeras (Imagem / RADAR) podem ser feita através da parceria SAPP ( Associação de Moradores) ou diretamente no SegD’Boa (Integrador), mesmos valores acima para cada modelo sugerido.
  9. Todo local de instalação das câmeras devem ter energia Bivolt (110 / 220) e Internet de Banda Larga de no mínimo 10 Megas de Dowload e 01 de Upload. (Sugestão VIVO

(*) Os valores serão divulgados em reunião com os moradores.