Dos 464 mil hectares de exploração madeireira registrados no período, mais da metade ocorreu no Mato Grosso: 236 mil hectares (50,8%).

A segunda maior área explorada foi no Amazonas, com 71 mil hectares (15,3%), seguido por Rondônia, com 69 mil ha (15%), Pará, 50 mil ha explorados (10,8%), Acre, 27 mil ha (5,9%), Roraima, 9,4 mil ha (2%) e Amapá, com 730 hectares (0,2%).

De acordo com dados do levantamento, apenas 10 municípios concentram 43% do total explorado: Aripuanã/MT, Colniza/MT e Porto Velho/RO registraram cerca de 30 mil hectares de área cada e ficaram nas três primeiras colocações do ranking. Manicoré e Lábrea, ambos no Amazonas, registraram cerca de 20 mil hectares de exploração cada, ficando no quarto e quinto lugares, seguidos de Nova Maringá/MT (14,6 mil ha), Feliz Natal/MT (13 mil ha), Marcelândia/MT (13 mil ha), Feijó/AC (13 mil ha) e Paragominas/PA (12,8 mil ha).

VEJA MAIS:

Postado dia 15 de setembro , 2021

ínicio | topo da página